- Ano IV - nº 10(38) - Setembro de 2010.                                                                              Direção: Osiris Costeira

ENEAGRAMA - Therezinha Menescal - terezamh@gmail.com

As Idéias Divinas e as Fixações Humanas

Entendendo o homem em seus aspectos humano e espiritual, o Eneagrama desvenda sua vida interior, sua psique e pode, então, compreender suas manifestações egóicas, enquanto ressalta sua origem espiritual no SER.

Assim, cada um de nós é entendido como uma parte deste Ser, uma face, um aspecto, dele captado por nossa alma individual, que guarda a lembrança daquela sua realidade expressa pelas chamadas Idéias Divinas.

Segundo este conceito, estas idéias foram “perdidas”, esquecidas no processo de estruturação do ego, gerando distorções que são as nossas fixações mentais limitadoras.

As Idéias Divinas são visões profundas da realidade que são tema de estudo tratado pelas grandes tradições espirituais da humanidade, e que, como raios da Verdade, nós captamos e estamos com elas afinados. Estas idéias fazem parte do Plano Mental do Ser e, quando distorcidas por nossa visão mental limitada, constituem-se nas crenças fixas com que cada um dos tipos interpreta a realidade, passando a traçar um estilo de personalidade marcado por desvios mentais, reações emocionais e formas de comportamentos próprios de cada um deles.

Podemos, então, demonstrar o Eneagrama das 9 Idéias Divinas, que são visões da realidade de uma forma iluminada, e o Eneagrama das suas correspondentes fixações, que são as distorções marcadas pelas limitações da personalidade com que cada tipo fundamenta suas formas de expressão e compreensão do mundo.

Tipo 1 – A idéia iluminada da Perfeição Divina no ponto 1 do Eneagrama implica que a natureza de todas as coisas é perfeita, boa e positiva, mas com a visão limitada da personalidade. O Tipo 1 busca realizar esta idéia tornando-se um perfeccionista compulsivo, um exigente, rígido, sem capacidade de ver novas possibilidades diante de uma situação dada que não seja a sua forma de encará-la. E isso  porque, em sua limitação, acha que “só ele sabe”, “só ele tem a forma certa” de fazer tudo perfeito e ter o controle sobre tudo.

Tipo 2 – A idéia iluminada do ponto 2 do Eneagrama é a Vontade Divina, e só pelo amor do Querer Divino é que tudo acontece a nós e no universo. Mas a visão limitada da personalidade do tipo 2 não reluta em se tornar um  bajulador, um doador compulsivo de seu “amor“ e de seus favores, contanto que por fim, por manipulação, seja a sua vontade satisfeita.

Tipo 3 – A idéia sagrada do ponto 3 é a Lei Divina, segundo a qual tudo no universo obedece a um padrão mutável e ao mesmo tempo inter-relacionado de atuação constante, revelando a majestade Divina. O tipo 3, em sua visão distorcida, considera que lhe cabe estar atuando em todas as frentes, ligando-se a tudo, ainda que seu interesse possa não ser verdadeiro, mas que por esta imagem de sucesso ele mereça aplausos e reconhecimentos, sendo esta mentira a sua ilusão.

Tipo 4 – A idéia sagrada do ponto 4 é a Origem Divina pela qual tudo é oriundo Dele, tudo tem sua natureza original no Divino. A personalidade 4, estando “perdida” de sua origem, sofre de uma carência emocional que faz da melancolia sua marca básica, tornando-o um eterno insatisfeito, acreditando-se um ser incompreendido e por isto muito “especial”.

Tipo 5 – A idéia original do ponto 5 é a Onisciência Divina pela qual a Infinita Sabedoria faz de cada um de nós uma parte inalienável de uma teia, onde a separação é apenas aparente e onde a participação de cada um é única, mas não separada da trama. Mas a personalidade 5, esquecida da Lei à qual está ligada, faz do isolamento a sua marca por medo de compartilhar a vida, mantendo-se em distanciamento para preservar suas “preciosas” aquisições.

Tipo 6 – Para o ponto 6 a idéia sagrada é a da Fé Divina, e pela Fé sabemos que nossa natureza profunda é a Essência. Pela Fé sabemos que a Essência nos sustenta e confiamos que nada pode nos faltar e que tudo conspira para que nós e o universo estejamos amparados. Mas o tipo 6 não tem certeza disto. Ele se alimenta de medos, de crenças negativas e, incapaz de entregar-se à vida, faz da dúvida e do cepticismo sua fixação mental.

Tipo 7 – O Plano Divino é a idéia iluminada à qual o tipo 7 está ligado, e, segundo ela, todo o movimento da alma humana é dotado de uma lógica que leva inevitavelmente a sua realização, estando tudo e todos intrinsecamente destinados ao sucesso do plano traçado.  O tipo 7, em sua distorção mental, acredita que está destinado à felicidade, não importando por que meios, ainda que não sejam os mais realistas. Ele se acredita com direito insaciável ao pleno gozo de tudo, e muitas vezes fracassando não percebe que sua maneira de ser pode ser uma fraude.

Tipo 8 – A Verdade Divina é a idéia sagrada do ponto 8 do Eneagrama, e a verdade é que o SER é a natureza última de tudo que existe em que Ele é a única realidade. Mesmo as dualidades não são reais porque não existe separação entre Deus e o mundo, entre o espírito e a matéria, o ego e a essência, porque elas são suplantadas pela verdade última de que só o SER  existe, só a Ele cabe toda a unificação e poder. Então, o tipo 8, perdido na ilusão da dualidade, toma a si mesmo como o dono da verdade, e atribuindo-se o poder de justiça, desenvolve a crença mental de que a vingança é a forma de estar seguro no mundo.

Tipo 9 – Coroando esta compreensão da ligação espiritual do homem com o Divino está a Idéia do Amor Divino, amor que a tudo permeia e dá a tudo e a todos uma natureza benévola e amorosa que se expressa indistinta e incessantemente. Então, o tipo 9, embalado no sono desta percepção, acredita que tudo é bom, todos são naturalmente amáveis, bons, merecedores, que tudo está naturalmente certo e, esquecendo de si mesmo, deixa-se ficar na acomodação conduzido pela vida, sem tomá-la em suas mãos porque, afinal, “tudo está amorosamente feito”.

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".